Como Ter Sucesso Com Os Negócios Na Internet?

Por onne
É indiscutível que a Internet é actualmente a mais poderosa ferramenta de Marketing e aquela que regista maiores taxas de crescimento em todo o mundo.
Este facto deve-se ao seu amplo alcance e ao seu baixo custo, permitindo-nos atingir com maior exactidão o público-alvo, permitindo a interacção directa com os clientes e potenciando uma capacidade de resposta nos 365 dias do ano, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
Quando pensamos num website ou num portal pensamos em webdesign. Contudo, o webdesign é, cada vez mais, somente a parte visível dos websites. A definição de uma estratégia eficaz é que torna um website uma ferramenta mais ou menos inteligente.
Cada vez mais, os websites devem ser orientados para a optimização das suas funcionalidades, o que se torna possível com um bom posicionamento em motores de busca, com a utilização de conteúdos inteligentes e que captem a atenção dos mais diversos visitantes e pela adaptação da ferramenta às mutações do mercado e do nosso próprio negócio.
 Cada vez é mais fácil fazer negócios na Internet. O processo para iniciar negócios on-line, passa, como referido por diversos especialistas na área, por três principais etapas:
  1. A primeira etapa passa por atrair pessoas interessadas nos produtos/serviços que o nosso site oferece. Se atrairmos somente pessoas que considerem apelativa a nossa imagem, podemos estar a cair no erro desses visitantes não terem qualquer interesse no que lhes temos para oferecer;
  2. A segunda etapa, a venda propriamente dita, é aquela que transforma os visitantes do nosso site em nossos clientes;
  3. A terceira e última etapa refere-se a todo o trabalho realizado junto da base de dados de clientes e visitantes, multiplicando os negócios, fidelizando os actuais e conquistando os novos/potenciais clientes (voltando à fase um).
É muito importante dar cada passo com firmeza e segurança, para que possamos alcançar os resultados mais positivos.
Como sabemos, o Marketing é um processo contínuo e não um evento, isto é, para conseguirmos alcançar o sucesso do nosso negócio na Internet temos de colocar em prática a nossa estratégia de uma forma cíclica, não podendo finalizá-la após ter sido colocada em prática uma primeira vez. Sempre que “chegamos” à fase do acompanhamento pós-venda dos nossos actuais clientes, devemos partir de imediato para a primeira etapa, na conquista de novos visitantes, os novos potenciais clientes.
No fundo, esta primeira etapa da nossa estratégia de Internet Marketing, não é mais do que atrair tráfego qualificado, ou seja, atrair realmente pessoas interessadas e com potencial para poderem vir a ser nossos clientes. Tal como as lojas desejam atrair os clientes à sua loja, um bom website deverá actuar constantemente na procura de mais e mais visitantes, com um objectivo claro: quanto maior for o número de visitantes do nosso website, maior é o número de potenciais clientes que podemos converter em clientes.
Hoje em dia, a solução de comprar listas infindáveis de contactos de correio electrónico e encher essas mesmas caixas de correio não é de todo a melhor estratégia. Como gestores ou responsáveis de marketing, não podemos tomar como exemplo atitudes de autênticos spammers.
Cada vez mais, as pessoas não têm tempo a perder (inlcuindo na leitura de e-mails), e caso não sejamos directos e “atractivos”, objectivos e úteis na nossa comunicação, podemos estar a perder inúmeros potenciais clientes. Se optarmos por encher caixas de correio electrónico, podemos estar a dar aquilo que chamamos “um tiro no nosso próprio pé”, por ter sido perdida uma hipótese de ouro (e que normalmente é única) de conseguir comunicar para o exterior de uma forma eficiente.
A maior parte dos visitantes de um website, tem origem em motores de busca, já que esta é, por norma, a ferramenta mais utilizada pelos usuários na pesquisa de um determinado tema. Se o seu website não aparecer num qualquer motor de busca ou estiver mal posicionado, o seu sucesso na Internet fica comprometido.
Além disso, quando desenvolvemos um novo website ou até mesmo um portal, temos de definir muito bem que tipo de visitantes/potenciais clientes pretendemos, quais as áreas geográficas que vamos atingir e, acima de tudo, qual o principal objectivo do nosso website.
Não são só as maiores empresas que se devem preocupar com o seu espaço on-line. É sabido que não existe uma relação directa entre a importância conquistada por um website e a dimensão ou posição que determinada empresa conquistou em determinado mercado. Uma empresa pode mesmo dominar um determinado sector e, no que diz respeito à Internet, uma pequena empresa pode conseguir melhor resultados do que uma outra de maior dimensão.
Quando temos como objectivo ter sucesso na Internet, é importante saber captar visitantes qualificados. É preferível para um website ter um visitante por dia e efectuar uma venda, do que 1000 visitantes diários, sem uma única venda registada. Do mesmo modo, a relação entre o conteúdo que disponibilizamos no nosso website e a necessidade de informação por parte do visitante são cruciais para convertermos um potencial cliente em cliente.
Um erro “fatal” para uma empresa ocorre quando se copiam conteúdos de outro website, seja este concorrente ou não. Nunca se devem copiar conteúdos, por mais semelhantes que sejam a actividade ou os serviços/produtos oferecidos. Se a informação for realmente importante para o website, estes conteúdos devem ser adaptados, sob pena de se prejudicar a utilização de uma tão poderosa ferramenta de comunicação.
Assim sendo, é possível afirmar que para “superar” esta primeira fase da sua estratégia, deverá ter o seu website ou portal registado nos mais eficientes motores de busca, optimizados para potenciar a visibilidade da sua ferramenta junto dos potenciais clientes. Um outro ponto bastante importante prende-se com as potenciais parcerias ao nível da permuta de banners e simples trocas de links entre sites complementares. Desta forma conseguirá trazer até ao seu website, os visitantes dos seus parceiros de negócio que, pela complementaridade nos serviços/produtos oferecidos, provavelmente terão interesse em conhecer o que o seu website lhes tem para oferecer.
No momento em que “finaliza” pela primeira vez esta primeira fase (pré-venda), passa a ter o visitante/potencial cliente consigo. Este é o momento em que se inicia a segunda etapa da nossa estratégia, uma fase mais simples que a anterior, pelo facto de todo o processo de angariação já ter sido processado. É a fase da primeira venda.
Para a optimização deste processo, deverão ser utilizadas da melhor forma as mais diversas técnicas de marketing, de modo a “enfeitiçar” o cliente e propiciar todo o conforto e confiança, criando e desenvolvendo necessidades que o colocarão apto a comprar determinado produto/serviço.
A experiência diz-nos que o que mais encanta um novo cliente é o marketing directo, ou seja, a atenção que lhe damos, a forma personalizada como o tratamos e não técnicas mais generalistas, como a mais recente tecnologia ou o design mais vanguardista.
É sabido que, cada vez mais, é complicado vender na primeira visita, por mais louvável que seja o desempenho comercial. Hoje em dia, e mais importante do que a venda na primeira visita é a segurança do retorno do visitante, isto é, o segundo contacto e a busca por mais informação.
Por fim, a terceira fase da estratégia de venda por Internet, refere-se à necessidade da multiplicação de resultados, como resultado de um trabalho criterioso sobre a base de dados de clientes existentes.
A partir do momento em que já temos determinado cliente connosco, isto é, a partir do momento em que já fizemos a venda, devemos aproveitar o esforço comercial desenvolvido e que potenciou o sucesso da segunda etapa.
É necessário um processo pós-venda eficaz e que mantenha o cliente satisfeito, para que possamos continuar a fazer novos negócios com ele e para que este nos possa trazer novos clientes.
Esta última fase difere com o tipo de produto ou serviço oferecido, assim como com o tipo de recursos disponíveis para os comunicar.
A grande diferença está nos argumentos de venda utilizados, de modo a alcançar os objectivos definidos e os sistemas que nos permitam agilizar o contacto com todos os clientes, no menor espaço de tempo possível.
Uma excelente forma de expandir a sua carteira de clientes passa por formar um programa de afiliados, ou seja, recompensar os clientes que tragam um segundo cliente, e recompensar este caso traga um terceiro e assim por diante.
Aplicando esta técnica (marketing multi-nível) vamos transformar os nossos clientes em parceiros, para que seja possível chegar a milhares de clientes, sempre de uma forma personalizada.
Esta “fórmula” de três etapas (da pré-venda ao pós venda) é uma forma simples de entender todo este processo. A fronteira entre estas etapas é bastante ténue, o que por vezes faz com que uma acção traga resultados em mais do que uma das etapas.
Como em todas as estratégias, a estratégia on-line terá de ser muito bem definida e planeada. É importante que seja elaborada atempadamente e com objectivos claros, de modo a poderem ser preparadas as diversas ferramentas a utilizar e que permitam medir com exactidão os resultados, sem nos preocuparmos com a correspondência de cada acção em cada “fase”.
Por fim, e sempre aliado ao bom senso e à adequabilidade do seu negócio, é importante saber adaptar esta fórmula constantemente, para que se consiga alcançar mais rapidamente o sucesso na internet para o seu negócio.